Image by Wesual Click

Glúten, o que é e quem deve evitá-lo

    O glúten é uma proteína encontrada em diferentes cereais como o trigo, a cevada, o centeio e o malte e usada em diferentes preparações. Na produção de pão e bolos, por exemplo, o glúten presente na farinha de trigo é responsável pela permanência dos gases no interior da massa, permitindo com que elas aumentem de volume. Apesar de muitas pessoas abolirem o glúten de suas refeições por o associarem com o ganho de peso, o glúten só deve ser evitado por pessoas que apresentem a doença celíaca.

 

      A doença celíaca é um distúrbio autoimune que ocorre em indivíduos geneticamente predispostos que desenvolvem uma reação imune ao glúten. A doença afeta principalmente o intestino delgado, provocando uma reação inflamatória que danifica o revestimento do intestino delgado, causando complicações médicas e também impedindo a absorção de alguns nutrientes (má absorção). O sintoma clássico é a diarreia. Outros sintomas incluem inchaço, gases, fadiga, baixa contagem de glóbulos vermelhos (anemia) e osteoporose. Muitas pessoas podem não apresentar sintomas. O tratamento é feito por
meio de modificações nos hábitos alimentares, com uma dieta rigorosa sem glúten que pode ajudar a controlar os sintomas e promover a cicatrização intestinal.


    Por ora, não existem maneiras de impedir o aparecimento da doença celíaca. Como a predisposição genética está envolvida no processo como sendo o maior fator de risco para desenvolver o caso, o histórico familiar pode ajudar no diagnóstico precoce, o que aumenta as chances de adaptar a dieta e evitar complicações. Para garantir uma dieta isenta de glúten, o celíaco deve sempre conhecer os ingredientes que compõem as preparações alimentares e fazer leitura minuciosa dos ingredientes listados nos rótulos de produtos industrializados.
   

   

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

       Existem algumas receitas ou preparações onde o glúten pode ser facilmente substituído por outros ingredientes. Aqui trazemos receitas sem a presença de glúten e que podem ser facilmente feitas em casa, como por exemplo o pão de inhame e o bolo de kefir com cacau. Em ambas as receitas a farinha de trigo foi substituída por por ingredientes sem glúten, como o polvilho e a aveia.

Menina na mercearia

 Referências

Lebwohl B, Sanders DS, Green PHR. 2018. Coeliac Disease. Lancet, 391 (10115): 70-81.


Biesiekierski JR. 2017. What Is Gluten? J Gastroenterol Hepatol, 1:78-81.

As autoras

Giovana Melo Moraes de Souza, Meiryane de Oliveira Lima, Thaiane de Lima Silva, Rebecca Cruz Beletatti, Raquel da Silva Santos, Thamires Fernandes Francisco,Rayane Cristina Jeronimo de Souza, Ruanna Araujo Santos