Yes, nós temos Banana!

A banana é uma das principais frutas consumidas pelos brasileiros e além de ser bem nutritiva, apresenta vários benefícios para o corpo e para a nossa microbiota, como por exemplo: é rica em fibras, potássio, magnésio, fósforo, vitaminas do complexo B, uma boa quantidade de aminoácidos triptofano e até mesmo ajuda no combate a depressão, pois auxilia na produção de serotonina, um neurotransmissor responsável pela sensação de prazer e bem estar.


Essa fruta é considerada um alimento prebiótico por ser uma boa fonte de frutooligossacarídeos (FOS), que se caracterizam com açúcares não convencionais, não metabolizados pelo organismo humano e não calóricos, possuindo características específicas na prevenção de cáries dentárias, redução nos níveis séricos de colesterol total e lipídeos, além de atuarem como estimulantes do crescimento de bifidobactérias no trato digestivo .

Quando está bem madura, a banana também apresenta amido resistente, que é um carboidrato de baixo índice glicêmico e age de forma positiva na liberação de glicose no sangue, ajudando a aumentar a sensação de saciedade e minimizar a concentração de glicose e insulina pós-prandial, favorecendo os indivíduos que realizam dieta para emagrecimento e perda de peso. Também auxilia no equilíbrio da microbiota intestinal, uma vez que ajuda a manter a integridade da mucosa intestinal e na redução de produção de colesterol pelo fígado, sendo então indicada como prebiótico.


Além disso, as fibras solúveis e insolúveis da fruta auxiliam na manutenção de diversas funções do organismo, como por exemplo a regulação do intestino, retardando o esvaziamento gástrico e também atuando na redução dos níveis de colesterol no sangue, além de serem também utilizadas como substrato para a fermentação por bactérias aeróbicas no cólon. Experimentos indicam várias atividades biológicas da banana e seus constituintes, incluindo potencial antimicrobiano, antidiarreico, antiulcerogênico e antitumoral.


Créditos: Andressa Rosario, Angela Bernardo, Ariane Faria, Evely Bertulino, Julia Ferrarezi,

Maria Isabella Macedo.


Referências

  • Mitsou, E. K., Kougia, E., Nomikos, T., Yannakoulia, M., Mountzouris, K. C., & Kyriacou, A. (2011). Effect of banana consumption on faecal microbiota: A randomised, controlled trial. Anaerobe, 17(6), 384–387. doi:10.1016/j.anaerobe.2011.03.018

  • PASSOS, Luciana Maria Liboni; PARK, Yong Kun. Frutooligossacarídeos: implicações na saúde humana e utilização em alimentos. Cienc. Rural , Santa Maria , v. 33, n. 2, p. 385-390, Apr. 2003 . Available from <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-84782003000200034&lng= en&nrm=iso>. access on 04 Nov. 2020. http://dx.doi.org/10.1590/S0103-84782003000200034.

  • https://www.hnsg.org.br/nutritiva-e-multifuncional-conheca-os-beneficios-da-banana/#:~:text=Outro%20ponto%20forte%20da%20banana,produ%C3%A7%C3%A3o%20de%20colestero l%20pelo%20f%C3%ADgado.

2 visualizações0 comentário

© 2020 por Microzinhando. Orgulhosamente criado com Wix.com